Notícias em destaque

SINTRASE discute desbloqueio salarial e corte de ponto com Seplag

0

Para tentar agilizar o desbloqueio dos salários de mais de mil servidores, em ação arbitrária cometida na última sexta, dia 1º, pelo Governo, dirigentes do SINTRASE estiveram em reunião com o Secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), João Augusto Gama, e a superintendente, Lucivanda Nunes. O encontro aconteceu no final da manhã desta quarta, 6, dois dias após o encerramento da greve da Administração Geral. Entre as discussões apresentadas, Gama afirmou que o desbloqueio dos salários deve acontecer de forma gradativa até o próximo dia 11, data em que servidores de outras Secretarias recebem os vencimentos. O Secretário também foi categórico ao declarar que haverá corte de ponto dos servidores, já que a greve foi decretada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE) no último dia 1º, em decisão deferida pelo desembargador Edson Ulisses. Os descontos estão previstos já para a folha do mês atual e vai corresponder aos dias paralisados. Ou seja, o número de dias descontados vai variar de acordo com a quantidade de faltas de cada servidor durante a paralisação, que ocorreu entre 8 de junho e 4 de julho.

Medidas tomadas pelo sindicato

Segundo o SINTRASE, para amenizar a situação da categoria, uma proposta formal já foi enviada na tarde de hoje (6) à Seplag com o objetivo de contornar os descontos da folha da categoria. “O Secretário Gama declarou que poderá avaliar uma proposta apresentada pelo sindicato sobre o corte dos faltosos em greve. Enviamos um ofício hoje a tarde para que um canal de negociação sobre os cortes de ponto seja aberto”, declarou o presidente, Diego Araujo. O documento do SINTRASE prevê, entre outros pontos, a solicitação do SINTRASE a “um acordo para o pagamento dos dias não trabalhados durante a última greve (…) como forma de garantir que nenhum servidor tenha uma redução em sua remuneração, que já é a mais baixa de todo o Poder Executivo Estadual”.

“Apresentamos na reunião nossas queixas sobre o abuso no bloqueio dos salários antes mesmo da greve ter sido decretada ilegal e reforçamos pessoalmente ao Secretário que a greve já foi encerrada há dois dias. Por isso, esperamos que os salários sejam liberados o mais rápido possível e que possamos negociar com o Governo sobre os cortes de pontos”, disse Diego.
reuniao seplag 2reuniao seplag 1

DISSOLVIDO: COMANDO DE GREVE ENCERRA SEUS TRABALHOS

Previous article

CORTE DE PONTO: SINTRASE PEDE À SEED SOLUÇÕES SOBRE DESCONTOS NA FOLHA

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.