Notícias em destaque

Servidores de Ribeirópolis pedem regularização de direitos à Prefeitura

0

Mesmo após uma paralisação que durou cinco dias no final de outubro, servidores de Ribeirópolis continuam enfrentando impasses com a gestão municipal. Reivindicações sobre direitos trabalhistas, como a reposição salarial e a implantação do Plano de Cargos e Salários da categoria, além da criação de um calendário de pagamento de salários, estão entre as principais solicitações dos servidores.

A formação de uma comissão, que visa discutir o Plano dos servidores, também entrou na pauta da reunião que aconteceu na última sexta, 6, entre representantes do SINTRASE, do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores do município de Ribeirópolis (SINTSERV) e da prefeitura, na sede do SINTRASE. Entre os acordos firmados, ficou decidido que uma nova reunião com a assessoria jurídica do SINTRASE e a procuradoria municipal será realizada já na primeira quinzena de dezembro, que deverá avaliar as propostas expostas pela categoria. “Vamos sentar com o advogado do sindicato e o procurador para debater os pedidos que forem apresentados, para que já haja mudanças em 2016”, afirmou o prefeito do município, João Francisco da Cunha.

Segundo a presidente do SINTSERV, Leina Pina, a reunião em dezembro também deve pontuar sobre a concessão de licença prêmio e férias. “Vamos apresentar um cronograma democrático para o pagamento destes direitos, avaliando critérios e prioridades para a liberação deles”, declarou.

Assembleia e descontos indevidos

Já na noite da última segunda, dia 9, os servidores do município realizaram uma nova assembleia, que teve indicativo de greve por tempo indeterminado, para discutir as decisões da reunião realizada no SINTRASE. “As propostas apresentadas foram passadas à categoria, que decidiu, a priori, aguardar o andamento das negociações trabalhando, ou seja, até a data estipulada em dezembro para apresentação das solicitações”, declarou Leina. A presidente também afirmou que um dos motivos por não optarem pela paralisação, neste momento, foi a promessa da prefeitura quanto ao pagamento dos descontos observados nos contracheques dos servidores, referentes aos dias da paralisação em outubro; pontos estes que foram questionados e criticados pelos servidores e sindicalistas na reunião.

O prefeito, que declarou “não estar sabendo do desconto” e “que houve um equívoco”, afirmou que os pagamentos referentes aos descontos devem ser resolvidos até o dia 20 de novembro, com pagamento em folha complementar. A presidente do sindicato confirmou os depósitos dos salários nesta terça, 10, e declarou que aguarda os próximos, referentes à compensação dos valores descontados indevidamente, para o próximo dia 20.

assembleia ribeiropolis 2

Assembleia com servidores de Ribeirópolis na noite da segunda, 9, no Salão Paroquial do município. Em destaque, a presidente do SINTSERV, Leina Pina. (Foto: Sintserv)

assembleia ribeiropolis 2

Assembleia com servidores de Ribeirópolis na noite da segunda, 9, no Salão Paroquial do município. (Foto: Sintserv)

assembleia ribeiropolis 3

Reunião com representantes do SINTRASE, SINTSERV e Prefeitura de Ribeirópolis na sexta, 6, na sede do SINTRASE. (Foto: Sintrase)

Novo cálculo para aposentadoria: Dilma sanciona fórmula 85/95 com progressividade

Previous article

Servidores reclamam de atendimento do Ipesaúde

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.