Notícias em destaque

Assembleia: Servidores decidem por paralisação das atividades em dezembro e janeiro

0

Os servidores devem parar às quartas-feiras, a partir do próximo mês. Assembleia que celebrou oficialmente a posse da nova direção também foi realizada nesta segunda, 23.

Tomaram posse na manhã desta segunda, 23, os representantes da nova gestão que vai comandar o SINTRASE pelo quinquênio 2015/2020. A sucessão ocorreu numa assembleia de aclamação realizada no auditório do Sindicato dos Bancários, em Aracaju.

A aclamação, que ocorreu no lugar da eleição, foi realizada por não haver inscrição de mais de uma chapa, obedecendo assim o que está disposto no parágrafo único do artigo 53 do Estatuto da entidade. (Segue abaixo em destaque). A chapa única foi eleita por unanimidade.

PARÁGRAFO ÚNICO – Encerrado o prazo de inscrição com o registro de apenas uma chapa, não haverá necessidade de realizar o pleito, restando à comissão eleitoral notificar a Diretoria Executiva da entidade na pessoa do (a) Presidente (a) do Sindicato para convocar uma Assembleia Geral Extraordinária, destinada à eleição por aclamação da única chapa inscrita”.

Em discurso emocionado, o novo presidente do sindicato, Diego Araujo (que estava como coordenador do SINTRASE desde o último mês de março) falou sobre as dificuldades que os servidores e sindicato vêm enfrentando na atual gestão do governo estadual e se comprometeu a dar continuidade ao trabalho que o SINTRASE vem desenvolvendo, que, segundo ele, ganhou visibilidade da sociedade e força, com maior presença e mobilização dos servidores do estado.

“O SINTRASE teve um ano de muitas dificuldades, mas também, de muitas realizações, frutos de um trabalho bastante árduo realizado nos últimos meses. Tivemos enfrentamento de paralisações e pressão dos próprios servidores, que mostraram maior compromisso com a luta sindical e realizaram a maior greve da administração no estado (64 dias), evidenciando, assim, à sociedade e a imprensa, que eles não são invisíveis e não devem ser ignorados pelo Estado”, relembrou o novo presidente. “Nossa luta vai continuar e tenho certeza que será com ainda mais disposição, pois temos algumas pautas em andamento que devem ser concluídas com urgência, como o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV), que precisa sair do papel definitivamente”, destacou Diego.

A assembleia foi presidida pelos membros da comissão eleitoral.

Assembleia com indicativo de paralisação

Após a posse, a categoria participou da segunda assembleia do dia, que teve como pauta principal a discussão sobre uma nova paralisação dos servidores da Administração Geral.

Em decisão unânime, os servidores decidiram parar suas atividades laborais todas as quartas-feiras, a partir do dia 2 de dezembro até o dia 13 de janeiro, quando será realizada a última quarta de mobilização. Nos dias de paralisação, atos serão realizados na capital e interior, através do suporte do comando de paralisação, que estará presente em municípios e regionais.

A paralisação dos servidores atende a um pedido da categoria, que exigia uma resposta ao descaso do governo estadual frente aos salários baixos e não implantação do PCCV na sua totalidade, além do novo desgaste com o parcelamento e adiamento do pagamento dos salários (anunciado pelo governo para todo o dia 11).

O calendário oficial, com as informações detalhadas sobre locais de atos e mobilizações das paralisações, será divulgado nos próximos dias pelo SINTRASE.

assemb 23 nov 1assem 23 nov 2 assem 23 nov 4

Na capital e interior: Estudantes denunciam caos da merenda escolar

Previous article

Vitória: Lei do Plano Estadual de Educação é suspensa pela Justiça

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.