Notícias em destaque

Novo calendário de mobilização é discutido por comando de greve

0

  Após a deliberação pela continuidade da greve dos servidores, na assembleia do último dia 21, membros da direção e servidores que compõem o comando de greve estiveram em reunião na manhã de hoje, 1º, na sede do SINTRASE, para discutir as novas mobilizações sobre a greve da categoria, que completará dois meses paralisada no próximo domingo, dia 3.

      Na reunião, ficou decidido que as visitas em escolas estaduais de várias regiões serão reiniciadas a partir da próxima semana. “Vamos focar novamente nas visitas aos servidores, com o trabalho de conscientização e esclarecimento sobre a greve, pois entendemos que, muitas vezes por pressão dos próprios diretores de escolas e prestes a completar dois meses paralisados, o servidor pode sentir o movimento enfraquecido e querer voltar ao trabalho”, explicou o presidente do SINTRASE, Diego Araujo. Segundo o comando, as datas definidas, correspondente às visitas em cada região, estão sendo finalizadas e serão divulgadas nos próximos dias. “Estamos vendo a possibilidade de trabalharmos com duas frentes do comando de greve, com a equipe ainda mais dividida para otimizar este trabalho pelo interior, ou seja, visitarmos mais escolas em menos tempo, para continuarmos também com a política de contenção de gastos que o sindicato vem fazendo desde o início do ano”, relembrou.

Entre a programação da mobilização da greve estão um ato solidário, que será realizado na manhã da próxima quinta, 7, a partir das 8h, no Hemose, com doação de sangue em grupo, e um possível ato de protesto na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), mais precisamente no gabinete do secretário, Jefferson Passos. “Precisamos reforçar a ideia de que, com a promessa do pagamento do PCCV para maio, feito pessoalmente pelo governador Jackson Barreto, o foco do nosso protesto também será voltado para a Secretaria da Fazenda, que é de onde estão saindo as declarações sobre o governo estar com problemas financeiros sérios e das dificuldades que o funcionalismo público enfrentará nos próximos meses, o que retrata, no mínimo, uma contradição dentro do próprio governo”, alertou o presidente.

Reunião com a Seplag da quinta, 31

Em mais um encontro marcado com a direção do SINTRASE e a Secretaria de Estado do Planejamento (Seplag), para dar continuidade às negociações sobre a implementação do PCCV, a superintendente executiva do órgão, Lucivanda Nunes, representou o então secretário da pasta, João Augusto Gama. “O secretário marcou, mas acabou não comparecendo, declarando que havia uma reunião logo em seguida e não iria poder estar presente. Mas, mesmo com a superintendente, as negociações não avançaram como esperávamos. Estamos vivenciando um momento de contraponto no governo que precisa, urgentemente, ser resolvido entre o governador e o seu secretário da fazenda, para sabermos qual a palavra prevalecerá sobre o PCCV em maio”, disse. “Enquanto isso, a categoria encontra-se paralisada e novas mobilizações acontecerão durante o mês de abril, para reforçar a nossa solicitação, que já se arrasta há dois anos”, finalizou.

reunio 1de abril 1

Em greve há quase dois meses, servidores realizam protesto pelo PCCV

Previous article

Servidores públicos estaduais completam 56 dias de greve

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.