Notícias em destaque

Em assembleia, servidores votam a favor de manutenção da greve

0

A greve dos servidores da Administração Geral, que completa 22 dias nesta quarta, 16, continua por tempo indeterminado. Essa foi a decisão unânime da categoria, em assembleia realizada pelo SINTRASE no auditório do Sindicato dos Bancários, que visou discutir a paralisação dos servidores da Administração Geral. A categoria pede a implementação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) em sua totalidade. Estiveram presentes na assembleia diretores do SINTRASE nas bases do sindicato pelo interior do estado, além de representantes das comissões de greve e de membros da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras em Sergipe (CTB-SE).

Na assembleia, foram discutidos vários pontos sobre o movimento grevista, como a apresentação de dados para sanar os questionamentos do servidores e informações sobre as reuniões com  governo. De acordo com o coordenador Diego Araujo, a assembleia foi satisfatória porque houve um maior engajamento dos servidores. “É notório a participação de mais pessoas ao movimento ao longo da paralisação. Os servidores estão perdendo o medo e percebendo que é dessa forma, indo para a rua e não cedendo às pressões que a gente conquista os benefícios, como o que  aconteceu com os vigilantes”, relembrou Diego, referindo-se à regulamentação do adicional de periculosidade desta categoria concedido na última sexta, 10. Segundo a direção do sindicato, cerca de 7 mil servidores aderiram à greve, como os educadores não docentes das escolas estaduais (vigilantes, merendeiras, executores de serviços básicos e oficiais administrativos); servidores do IPES, NAT e SSP dos Ceac´s, além de outras instituições públicas.

Reuniões com o governo

A direção do SINTRASE compareceu a duas reuniões nesta quarta, 15, para dar seguimento às exigências da categoria.  “Na Procuradoria Geral do Estado (PGE), foram entregues as demandas pela implementação do PCCV. Na Secretaria do Estado do Planejamento (Seplag), ficou acordado, através do secretário da casa, João Augusto Gama, dele reavaliar e encaminhar  os estudos do Plano, e de retornar o contato com o SINTRASE. Já a PGE ficou de dar suporte jurídico ao procedimento. Mas mesmo assim, precisamos de algo mais concreto para breve”, ressaltou Diego.

Na manha da sexta, 17, a comissão de greve do SINTRASE se reunirá para discutir os próximos passos do movimento grevista.

greve ass 16 julho 4 greve ass 16 julho 5 greve ass 16 julho 6 greve ass 16 julho 8

atoedit2

Sintrase comemora periculosidade para vigilantes

Previous article

Servidores do Estado completam mais de 20 dias em greve

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.