Últimas Notícias

NOTA DE REPÚDIO – AUMENTO DA TARIFA DE TRANSPORTE PÚBLICO EM ARACAJU

0

O SINTRASE vê com apreensão o reajuste da tarifa da passagem do transporte público de Aracaju, aprovada pela Câmara Municipal ontem, 21. O valor da tarifa passará de R$2,70 para R$3,10 no início de 2016, o que significa, para este sindicato, um verdadeiro abuso com o usuário e trabalhador sergipano, que já paga uma taxa onerosa e abusiva (tornando-se, com este aumento, a 2ª mais cara do Nordeste), em detrimento da exposição da população à violência nos transportes coletivos e terminais da capital, tão denunciada nos últimos meses pela imprensa local, além da má conservação dos ônibus e tempo de espera pelos transportes.

O sindicato não apoia esta decisão da gestão João Alves, que age mais uma vez com arbitrariedade – já que a mudança da tarifa deveria ser discutida com os setores da sociedade civil, dando voz à população e aos movimentos sociais – e relembra as promessas de campanha sobre as melhorias no transporte público, como a implementação do sistema BRT (Bus Rapid Transit), conhecido como transporte rápido por ônibus (que prometia, entre outros pontos, a integração do tráfego entre a capital e cidades vizinhas), negligenciadas por João Alves, que encerra o terceiro ano do seu mandato com mais esse “presente” aos aracajuanos. O trabalhador que pagava R$2,25 no começo da sua gestão agora terá que desembolsar R$3,10 para usar o mesmo sistema caótico. E este mesmo trabalhador, certamente, não percebeu melhorias no sistema rodoviário que justifiquem mais um peso no bolso nesse período de tempo, o que causa ainda mais indignação à classe. O servidor do estado, por exemplo, que não tem reajuste há quase quatro anos, sofrerá com mais  este custo sem desfrutar de melhorias salariais que compensem mais esse gasto.

Saibam quais foram os vereadores que foram a favor e contra este absurdo e continue acompanhando as atividades dos parlamentares. No total, foram 10 a favor, 9 contra, 2 abstenções e 3 ausências.

A FAVOR DO AUMENTO: Adriano Taxista (PSDB), Agamenon Sobral (PP), Augusto do Japãozinho (PRTB), Agnaldo Feitosa (PR), Dr. Gonzaga (PMDB), Ivaldo José (PSD), Manuel Marcos (DEM), Renilson Félix (DEM), Valdir Santos (PT do B) e Vinícius Porto (DEM); este último, que deu o voto de minerva para desempatar a votação.

CONTRA O AUMENTO: Bertulino Menezes (PSB), Émerson Ferreira (Rede), Emmanuel Nascimento (PT), Iran Barbosa (PT), Lucas Aribé (PSB), Lucimara Passos (PCdoB), Roberto Morais (SD), Nitinho (DEM) e Max Prejuízo (PSB).

ABSTENÇÕES: Adelson Barreto Filho (PSL) e Jailton Santana (PSC). Já os vereadores Daniela Fortes (PR), Anderson de Tuca (PRTB) e Bigode do Santa Maria (PMDB) não participaram da sessão.

comunicado

Justiça suspende decisão que mandava a CODISE pagar o 13º até este domingo

Previous article

Sintrase e Prefeitura discutem Plano de Cargos e Salários de Dores

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.