Últimas Notícias

Sintrase participa de ato pelo Dia do Trabalho

0

 O SINTRASE marcou presença, juntamente com as principais centrais sindicais e movimentos sociais, na manifestação política unificada pelo Dia do Trabalho, na tarde deste domingo, dia 1º de maio. A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entre outras instituições, além de diversos artistas locais, participaram do ato, que foi realizado na Praça da Juventude, no Conjunto Augusto Franco, e que representa, segundo os organizadores, a defesa da democracia no país.

        A diretora do SINTRASE e presidente da União Brasileira de Mulheres (UBM), Erika Leite, falou sobre a importância da mobilização neste 1º de maio, diante das mudanças no cenário nacional. “Participar deste ato, que representa a luta dos trabalhadores e trabalhadoras em todo o Brasil, simboliza a força de várias categorias diante da complicada conjuntura política que estamos vivenciando. As massas devem estar unidas e protestar, – não só nesse dia 1º, – indo às ruas em defesa da democracia”, declarou, contextualizado a data comemorativa com o atual cenário político. “A UBM, nesta composição, se posiciona contra qualquer ação que retome a política reacionária imposta por um Congresso conservador, que só quer retirar mais direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, além de apoiar práticas machistas e sexistas, como as que vemos hoje na Câmara e no Senado”, contestou. “Historicamente, o 1º de maio é um dia marcante, mas, neste ano, a data ganha um caráter ainda mais importante, pois temos um ‘golpe’ em curso em nosso país. A motivação atual é ainda mais forte, porque precisamos defender a democracia e evitar que retrocedam vários avanços e retirem direitos de vários trabalhadores”, completou a Diretora de Políticas Educacionais da União Nacional dos Estudantes (UNE), Jessy Daiane.

Greve geral

Segundo a diretora da UNE, o próximo grande ato de protesto dos trabalhadores em defesa da democracia acontece em todo o país no próximo dia 10, com a organização dos sindicatos para mobilizar as categorias. “No dia 10 de maio, dia em que a Frente Brasil Popular determinou a data para decretar o dia de greve geral, os trabalhadores em todo o país, sejam eles de categorias da rede privada e públicos, devem parar as atividades”, afirmou. Enquanto não houver democracia, o Brasil vai parar, pois os movimentos vão resistir ao ‘golpe'”, finalizou.
dia do trab 6 dia do trab 7

dia do trab 5

dia trab 2

Em assembleia, categoria suspende greve e volta ao trabalho na segunda, 9

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.