Últimas Notícias

RESPOSTA AO GOVERNO: NOTA SOBRE ATRASO DO REPASSE DAS CONSIGNAÇÕES

0

Em entrevistas concedidas à imprensa sergipana nesta semana, representantes do Governo afirmaram que o repasse das consignações, referentes a janeiro, já foram transferidos para este sindicato. O SINTRASE, que representa os servidores públicos da Administração Geral, desmente esta informação e esclarece com mais detalhes à categoria e à sociedade, através desta nota, que está enfrentando instabilidades oriundas do não repasse destes recursos, que são aqueles valores descontados na folha mensal de pagamento do servidor público (seja ele ativo, inativo ou pensionista) pela Administração Pública à entidade sindical.

Até esta sexta, dia 22, quase final do mês, apenas uma parte do valor foi depositada, parte esta que ajudou a cobrir – com dificuldades – as dívidas mais urgentes e os pagamentos, com atrasos, dos funcionários. O Estado, que repassava no primeiro dia útil os valores, após o pagamento dos salários dos servidores, não o vem fazendo desde o começo deste ano. Até o dia 14 deste mês, cerca de somente 10% do valor total das consignações foram repassadas. Com a pressão do sindicato nos dias seguintes, outro repasse foi feito, entre os dias 19 e 21. Porém, nesta sexta, dia 22, o SINTRASE calculou que ainda faltam cerca de 40% do valor das consignações, quase metade do que é necessário para que o sindicato honre com suas dívidas e pague os funcionários em dia, além de ter condições para realizar assembleias e atos, como a prevista para acontecer nesta sexta (22), com indicativo de greve, e que foi adiada para a próxima quinta, dia 28, por não poder arcar com os gastos que uma assembleia proporciona.
Dessa forma, o SINTRASE repudia mais uma vez a declaração do Governo, afirmando que o Estado está fazendo apropriação indébita das consignações, já que este valor, descontado dos contracheques dos servidores, não pertence ao Estado e, por lei, ele não pode retê-lo. O sindicato aguarda com apreensão o restante dos depósitos e pontua essa atitude como uma forma de enfraquecimento do movimento sindical e retaliação, porque o SINTRASE esteve, durante o ano de 2015, brigando na Justiça contra arbitrariedades do governo estadual, através de ações judiciais, exigindo o pagamento digno dos servidores e realizou a maior greve da Administração Geral, que durou pouco mais de 60 dias, além de paralisações entre dezembro e janeiro de 2016.

notasintrase

AVISO: ASSEMBLEIA ADIADA PARA QUINTA, DIA 28

Previous article

Assembleia com indicativo de greve acontece nesta quinta, 28

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.