Servidores estaduais realizam protesto unificado; JB é pego de surpresa durante evento do governo

SINTRASE, CTB, CUT e Nova Central, junto a suas entidades sindicais, concentraram-se no Palácio de Despachos na manhã desta terça, 20, em um Ato Público Unificado contra o governo Jackson Barreto (JB).  Os servidores e servidoras seguiram, após o protesto, em marcha até o Teatro Tobias Barreto, onde acontecia um evento do governo estadual sobre as escolas em tempo integral.

Aproveitando a presença do governador e de parte do seu secretariado, as categorias formadas por enfermeiros/saúde, professores, Fisco, Emdagro, entre outras classes,  tomaram o local durante a explanação de JB com gritos de protesto. “Jackson Barreto, seu opressor! São cinco anos maltratando o servidor!”, diziam. Diante da agitação no local, o governador se mostrou incomodado com a manifestação e as vaias dos trabalhadores e se retirou prontamente do evento, afirmando compromisso em outra cidade. 

“Desde 2012 os servidores estaduais seguem sem reposição salarial. E o que a gente vê atualmente é o total descaso em relação aos trabalhadores, que travam uma luta antiga por seus direitos e dignidade”, disse o presidente do Sintrase, Diego Araujo. “O que parece é que a preocupação do governo está, no momento, totalmente voltada para o pleito eleitoral”, reclamou.

Um novo ato está programado para a sexta-feira, dia 6, véspera da data de afastamento de autoridades políticas para poder concorrer às eleições. “A mobilização segue unificada com várias classes porque o descontentamento é geral e se arrasta por anos sem avanços”, completou.

As categorias cobraram a valorização profissional e reivindicavam contra o congelamento, atrasos e parcelamentos de salários. A pauta sobre a estabilidade do emprego dos servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) que segue, até o momento, sem definição do governo, também foi levantada pelos manifestantes.

 

 

Deixe uma resposta

Nome *
Email *
Site